Voltar

Gerald Vergara vence 12º Catálogo Ibero-Americano de ilustração

28 de julho de 2021 Ouvir o texto

O ilustrador venezuelano Gerald José Espinoza Vergara foi o grande vencedor da 12ª edição do Catálogo Ibero-América Ilustra, iniciativa da Fundação SM que revela o talento de ilustradores de países ibero-americanos no mercado editorial. Além do prêmio de US$ 5 mil, Espinoza Vergara, que atualmente mora em Quito, no Equador, será o designer da capa do catálogo deste ano, que será lançado em novembro na Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México, e terá a participação de artistas brasileiras.

Editores de todo o mundo poderão conferir os trabalhos da rondoniense Natalia Regina Gregorini, finalista do Prêmio Jabuti em 2019; da carioca especialista em ilustração editorial, estamparia e cerâmica Fernanda Massotti; da designer gráfica paulista Ana Carolina Matsusaki; e do duo artístico PLUNA, também de São Paulo, formado por Maria Eduarda Rezende e Carolina Pereira, cujo trabalho se baseia no equilíbrio entre a geometria concreta abstrata e o realismo fantástico.

“A ilustração tem um papel muito importante na literatura infantil e juvenil.  Ela, por si só, é capaz de construir narrativas completas, comunicando diretamente para o leitor e apurando o seu olhar para o que não é dito. Ficamos muito felizes de ver o trabalho de ilustradoras tão talentosas reconhecido e integrado ao próximo Catálogo”, destaca Mariana Franco, gerente da Fundação SM.

Os jurados também outorgaram menções especiais aos ilustradores espanhóis Alexandre Fernandez Villanueva, Andrea Ganuza Santafé e Elena Val Muñoz, além dos mexicanos Armando Fonseca García e Carolina Monterrubio. No total, serão 44 artistas que comporão o Catálogo ao lado de Vergara.

Promovido pela Fundação SM, a edição deste ano do Catálogo Ibero-americano Ilustra teve a inscrição de 1013 ilustradores provenientes de 19 países da comunidade ibero-americana. Além do Brasil, foram recebidos trabalhos de artistas da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Espanha, Guatemala, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Dos 1013 ilustradores participantes, o México foi o país que teve mais representação com 178 ilustradores, seguido da Espanha com 163, Argentina com 160 e Colômbia com 102. O restante dos trabalhos se dividiu entre os demais países.

Ilustrações brasileiras

Confira, abaixo, uma amostra dos trabalhos apresentados pelas ilustradoras brasileiras que foram selecionados para compor o Catálogo.

Ilustração de Ana Carolina Matsusaki

Ilustração de Ana Carolina Matsusaki

 

Ilustração do duo artístico PLUNA (Maria Eduarda Rezende e Carolina Pereira)

Ilustração do duo artístico PLUNA (Maria Eduarda Rezende e Carolina Pereira)

 

Ilustração de Fernanda Massotti

Ilustração de Fernanda Massotti

 

Ilustração de Natalia Regina Gregorini

Ilustração de Natalia Regina Gregorini

 

Acesse o site do Catálogo e conheça todos os trabalhos selecionados para a sua 12ª edição: https://iberoamericailustra.com/catalog/12/Catalogo-2021

Conheça os 18 jovens que participarão do projeto Aula GO

Matéria 23/11/2021

Durante a experiência, os jovens receberão formação sobre competências globais e específicas dada por grandes profissionais do setor. Em seguida a equipe desenvolverá um projeto para promover uma mudança na educação e nos ambientes educacionais de uma escola de educação infantil. Entre os 18 participantes, quatro são brasileiros.

Saiba mais

Fundação SM doa 2,1 mil livros para Leve História

Matéria 18/11/2021

O Leve História é uma iniciativa de voluntariado que promove encontros em torno da literatura, fazendo a ponte para que famílias com um acervo literário doem livros para famílias com acesso mais restrito. A Fundação SM aderiu ao movimento e, em conjunto com os colaboradores da SM Educação, arrecadou livros que serão distribuídos para crianças de escolas públicas da cidade de São Paulo.

Saiba mais

Roteiro compartilhado para educar para a cidadania global

Matéria 10/11/2021

O objetivo do programa “Conversas sobre educação para uma cidadania global significativa” foi – ao longo de 12 encontros – criar, conjuntamente, com especialistas e professores um conceito que define a educação para Cidadania Global como vetor de transformação da escola.

Saiba mais

A educação não-formal e suas contribuições para a cidadania global

Matéria 04/11/2021

A educação não-formal tem se tornado um importante complemento da educação formal e institucionalizada, sendo um processo educacional voluntário, com uma clara intenção de aprendizado muito mais flexível e adaptável.

Saiba mais

Fundação SM apresenta o Aula Go

Matéria 14/10/2021

18 jovens de países ibero-americanos formarão uma equipe que elaborará uma proposta de transformação para uma escola

Saiba mais

Ver mais notícias