Voltar

A Educação Integral no contexto da pandemia

14 de maio de 2020 Ouvir o texto

A diretora da Fundação SM, Pilar Lacerda, tem marcado presença em eventos virtuais para discutir o papel da educação integral no contexto da pandemia provocada pela Covid-19 e como o setor de educação pode se mobilizar para assegurar que todas as crianças e adolescentes tenham garantido o direito universal de acesso à educação.

Um desses eventos foi o webinar organizado pelo Programa Parceria pela Valorização da Educação (PVE), do Instituto Votorantim, sobre como ser gestor em tempos de coronavírus.

“A pandemia desnudou muitas fragilidades da educação no Brasil. Fala-se muito em educação a distância, mas a verdade é que essa deve ser a última preocupação neste momento”, afirma. Para Pilar, o primeiro passo é conhecer os estudantes, se aproximar de suas famílias e descobrir como estão sobrevivendo à pandemia, para só então sugerir qualquer tipo de atividade.

“Eles têm o que comer? A merenda escolar faz falta para aquela criança? Qual é o meio de comunicação que eles utilizam?” são apenas alguns dos questionamentos que ela levanta durante a conversa. “Não podemos esperar que todos tenham a mesma estrutura em casa, nem estudantes, nem professores. Precisamos lembrar que mais de 2 milhões de lares no Brasil não tem acesso à internet”, ressalta.

Pilar recomenda que os gestores – secretários municipais e estaduais de educação – procurem se manter próximos das escolas por meio de seus diretores e diretoras, que tenham uma equipe de confiança para agir coletivamente, estejam atentos às informações que estão se atualizando muito rápido e incluam os professores e diretores nos processos de tomadas de decisão. “Trabalhem coletivamente, escute os gestores das escolas e prepare-se para o pós-pandemia, lembrando de garantir o direito à educação a todas as crianças do seu município”, finaliza.

Em outro evento, dessa vez organizado pelo Centro de Referência em Educação Integral, Pilar mediou a conversa sobre como as redes estão trabalhando para garantir o direito à educação, que contou com a participação de Angela Dalben, Secretária Municipal de Educação de Belo Horizonte, e Zilene Trovão, Gestora do Centro Integrado Municipal de Educação Professor Dr. José Aldemir de Oliveira, em Manaus.

Tanto Angela quanto Zilene, que enfrentam situações totalmente diferentes em seus municípios, falaram muito sobre a importância de acolher as famílias, as crianças e os professores, preparando-se para o pós-pandemia. Ambas reforçaram, também, que o diálogo entre as esferas municipal e estadual é fundamental, para garantir recursos e agilizar a execução de iniciativas.

“A gente tem que radicalizar na transformação da escola, porque a escola tradicional não tem garantido o direito de crianças e jovens à educação e à aprendizagem. O desafio é ter um projeto pedagógico que trabalhe as dimensões da educação integral”, afirma Pilar, ao encerrar a conversa.

Vem aí o 15º SIEI

Matéria 20/01/2022

Durante três dias, especialistas internacionais compartilharão reflexões e análises sobre educação para a cidadania global por meio de uma abordagem solidária e humanista. Dias 16, 17 e 18 de março de 2022. Totalmente online e gratuito.

Saiba mais

Por um 2022 com esperança

Matéria 20/12/2021

Encerramos 2021 desejando que em 2022 pratiquemos o esperançar: que estejamos juntos, juntas e juntes em prol de uma educação de qualidade para todas as crianças e jovens, pois juntos cuidamos da Educação.

Saiba mais

Fundação SM apoia Academia de Líderes Ubuntu

Matéria 17/12/2021

Na primeira edição digital do Ubuntu United Nations, com tema “Construir pontes: jovens pela unidade na diversidade”, entre os 600 jovens selecionados de 190 países, quatro são brasileiros: Anderson Pereira, Natália Cócolo, Thaise Temoteo e Vitoria Galvão.

Saiba mais

Fundação SM e OEI anunciam vencedores nacionais do Prêmio Ibero-americano de Educação em Direitos Humanos

Matéria 14/12/2021

Escola Municipal de Ensino Fundamental Duque de Caxias, de São Paulo, vence com o projeto Aula Pública e os novos desafios com a pandemia da Covid-19, enquanto o Projeto UniFavela – semeando o ensino popular, da Associação Social UniFavela, do Rio de Janeiro, foi o vencedor na educação informal.

Saiba mais

Conheça os finalistas nacionais do Prêmio Ibero-americano de Educação em Direitos Humanos

Matéria 13/12/2021

Este ano, o Prêmio de Educação em Direitos Humanos Oscar Arnulfo Romero recebeu 71 inscrições de instituições de ensino e de organizações da sociedade civil que desenvolveram projetos com foco na garantia do direito à saúde na sala de aula.

Saiba mais

Ver mais notícias