Voltar

Marina Colasanti vence XIII Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil

11 de setembro de 2017 Ouvir o texto

A Fundação SM tem o prazer de anunciar a grande vencedora do XIII Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil: a escritora brasileira  Marina Colasanti.

A escolha por Colasanti levou em consideração sua linguagem poética, elogio à fantasia, domínio do simbólico, releitura dos contos de fada, além da construção de personagens profundos, bem consolidados e portadores de um rico mundo interior. O júri (formado por Anel Pérez Martínez, Selene Tinco Flores, Lorena Rodríguez Barrera, Carlos Tejada Wriedt e João Luís Ceccantini) também destacou a universalidade da obra da autora, “seu trânsito e domínio de diversos gêneros literários”, e sua “trajetória como impulsionadora e defensora dos espaços próprios para a literatura infantil e juvenil ibero-americana, bem como sua  constante contribuição para a formação de leitores”.

Autora de mais de 70 livros, publicados no Brasil e no exterior, Colasanti tem sua obra amplamente reconhecida, tendo sido laureada com o Jabuti, o Grande Prêmio da Crítica da APCA, o Melhor Livro do Ano da Câmara Brasileira do Livro e o Prêmio da Biblioteca Nacional.

A cerimônia de entrega do XIII Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil acontecerá no dia 28 de novembro, durante a Feira Internacional do Livro de Guadalajara.

XIII Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil

O Prêmio Ibero-Americano SM de Literatura Infantil e Juvenil foi criado em 2005 pela Fundação SM, com o propósito de reconhecer e valorizar a atuação de excelência de escritores voltados para crianças e jovens da Ibero-América. O concurso também pretende promover a leitura entre crianças e jovens, falantes das línguas portuguesa e espanhola, como ferramenta para o desenvolvimento social de seus países.

A premiação é realizada, anualmente, em parceria com o CERLALC, a Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), a International Board on Books for Young People (IBBY) e a UNESCO; e conta com o apoio da Feira Internacional do Livro de Guadalajara.

Confira os ovencedores das edições anteriores:

2005: Juan Farias (Espanha)

2006: Gloria Cecilia Díaz (Colômbia)

2007: Montserrat del Amo y Gili (Espanha)

2008: Bartolomeu Campos de Queirós (Brasil)

2009: María Teresa Andruetto (Argentina)

2010: Laura Devetach (Argentina)

2011: Agustín Fernández Paz (Espanha)

2012: Ana Maria Machado (Brasil)

2013: Jordi Sierra i Fabra (Espanha)

2014: Ivar Da Coll (Colômbia)

2015: Antonio Malpica (México)

2016: María Cristina Ramos (Argentina)

Vem aí o 15º SIEI

Matéria 20/01/2022

Durante três dias, especialistas internacionais compartilharão reflexões e análises sobre educação para a cidadania global por meio de uma abordagem solidária e humanista. Dias 16, 17 e 18 de março de 2022. Totalmente online e gratuito.

Saiba mais

Por um 2022 com esperança

Matéria 20/12/2021

Encerramos 2021 desejando que em 2022 pratiquemos o esperançar: que estejamos juntos, juntas e juntes em prol de uma educação de qualidade para todas as crianças e jovens, pois juntos cuidamos da Educação.

Saiba mais

Fundação SM apoia Academia de Líderes Ubuntu

Matéria 17/12/2021

Na primeira edição digital do Ubuntu United Nations, com tema “Construir pontes: jovens pela unidade na diversidade”, entre os 600 jovens selecionados de 190 países, quatro são brasileiros: Anderson Pereira, Natália Cócolo, Thaise Temoteo e Vitoria Galvão.

Saiba mais

Fundação SM e OEI anunciam vencedores nacionais do Prêmio Ibero-americano de Educação em Direitos Humanos

Matéria 14/12/2021

Escola Municipal de Ensino Fundamental Duque de Caxias, de São Paulo, vence com o projeto Aula Pública e os novos desafios com a pandemia da Covid-19, enquanto o Projeto UniFavela – semeando o ensino popular, da Associação Social UniFavela, do Rio de Janeiro, foi o vencedor na educação informal.

Saiba mais

Conheça os finalistas nacionais do Prêmio Ibero-americano de Educação em Direitos Humanos

Matéria 13/12/2021

Este ano, o Prêmio de Educação em Direitos Humanos Oscar Arnulfo Romero recebeu 71 inscrições de instituições de ensino e de organizações da sociedade civil que desenvolveram projetos com foco na garantia do direito à saúde na sala de aula.

Saiba mais

Ver mais notícias