Voltar

María José Ferrada vence XVII Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantil e Juvenil

23 de setembro de 2021 Ouvir o texto

A escritora chilena foi indicada pela Alboroto Ediciones, bem como pelo IBBY Chile, pela editora A buen paso e pela Universidade de Zaragoza.

O júri da décima sétima edição do Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantil e Juvenil, que se reuniu de forma virtual no dia 13 de setembro, escolheu por unanimidade a escritora chilena María José Ferrada como vencedora desse concurso que, além de reconhecer a trajetória de escritores para crianças e jovens da Ibero-América, concede 30 mil dólares como parte do Prêmio.

A autora María José Ferrada “demonstra um grande respeito pelas crianças e um profundo conhecimento dos segredos da relação entre o mundo infantil e a poesia”, assim indicou o júri, composto por Angélica Vázquez del Mercado, da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI); María Emilia López, do Centro Regional de Promoção do Livro na América Latina e Caribe (CERLALC); Alicia Espinosa de los Monteros, do International Board on Books for Young People (IBBY México); Rodrigo Morlesin, do Escritório no México da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO); e Graziela Ribeiro dos Santos, representando a Fundação SM.

O júri do Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantil e Juvenil destacou que a autora “oferece uma obra que rompe fronteiras e que, ao tratar de temas complexos ou difíceis, extrapola a geografia dos fatos e universaliza a experiência”, além de que “brinca com a memória pessoal e coletiva e transmuta a tristeza em outra coisa: um material do qual a ternura sempre floresce”.

A 17ª edição do Prêmio recebeu 24 candidaturas de nove países da Ibero-América (Argentina, Brasil, Cuba, Chile, Equador, Espanha, México, Portugal e Uruguai), das quais 14 foram analisadas pelo júri por cumprirem os termos da convocação.

A autora foi indicada pela Alboroto Ediciones, editora mexicana criada em 2018, e pelo International Board on Books for Young People (IBBY Chile), uma organização não-governamental que forma uma rede internacional preocupada em conectar jovens e crianças a livros de boa qualidade. A candidatura também foi promovida pela Universidade de Zaragoza e pela editora A buen paso, com sede na Espanha. As razões para a indicação incluem: María José Ferrada “tem uma capacidade pouco comum de transmitir os momentos dolorosos da nossa memória e da nossa história ao público infantil. Isso com uma voz delicada e particular, que fala com as crianças sem subestimá-las, com palavras simples e imagens poéticas que se perpetuam habitando no leitor”.

Os ganhadores das edições anteriores do Prêmio foram Juan Farias (Espanha, 2005); Gloria Cecilia Díaz (Colômbia, 2006); Montserrat del Amo y Gil (Espanha, 2007); Bartolomeu Campos de Queirós (Brasil, 2008); María Teresa Andruetto (Argentina, 2009); Laura Devetach (Argentina, 2010); Agustín Fernández Paz (Espanha, 2011); Ana María Machado (Brasil, 2012); Jordi Sierra i Fabra (Espanha, 2013); Ivar Da Coll (Colômbia, 2014); Antonio Malpica (México, 2015); María Cristina Ramos (Argentina, 2016); Marina Colasanti (Brasil, 2017); Graciela Montes (Argentina, 2018), María Baranda (México, 2019); e Yolanda Reyes (Colômbia, 2020).

O anúncio da vencedora ocorreu no início desta semana, de forma virtual, na página oficial do prêmio: http://pilij.fundacion-sm.org.mx.

A cerimônia de premiação ocorrerá durante a Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México. O formato do evento será definido posteriormente, respeitando os protocolos sanitários estabelecidos em virtude da pandemia de Covid-19.

Conheça a vencedora

María José Ferrada (Chile, 1977) é jornalista e escritora. Nos últimos 16 anos, dedicou-se a escrever livros para o público infantil e adulto. Seus livros foram publicados em vários países e traduzidos para 14 idiomas até o momento.

Sua obra aborda desde a beleza das coisas cotidianas até as cicatrizes com as quais as ditaduras e os traumáticos processos migratórios marcaram dolorosamente algumas infâncias.

Ela recebeu prêmios importantes, incluindo o Prêmio Melhores Obras do Ministério da Cultura, Artes e Patrimônio do Chile, o Prêmio da Academia Chilena de Língua, o Prêmio de Poesia para Crianças Cidade de Orihuela e o Prêmio Hispano-americano de Poesia para Crianças.

Em paralelo com o trabalho como autora, María realiza oficinas de redação para crianças nas escolas.

Fundação SM publica anuário sobre livro infantojuvenil

Matéria 09/05/2022

Na 13ª edição do Anuário Ibero-Americano do Livro Infantojuvenil 2021, o leitor encontra um panorama sobre a realidade do setor editorial na Ibero-América e a situação atual em cada um dos países em que a Fundação SM está presente.

Saiba mais

UNESCO propõe pacto para transformar a educação

Matéria 28/04/2022

O relatório “Reimaginar nossos futuros juntos: Um novo contrato social para a educação”, elaborado pela UNESCO e publicado em português e em espanhol pela Fundação SM, destaca como o compromisso coletivo pode promover na educação a equidade, a justiça e o acesso de todos.

Saiba mais

Catálogo Ibero-América Ilustra está na 13ª edição

Matéria 22/03/2022

Prêmio voltado para ilustradores ibero-americanos de livros infantojuvenis reúne trabalhos incríveis de profissionais consagrados e jovens talentos em uma publicação anual, robusta e inspiradora. Inscrições até 29 de abril.

Saiba mais

Fundação SM lança pesquisa sobre igualdade de gênero

Matéria 08/03/2022

Pesquisa da Fundação SM realizada por ocasião do Dia Internacional da Mulher revela dados preocupantes sobre as percepções de jovens do Brasil, Chile, Espanha e México sobre igualdade de gênero.

Saiba mais

Fundação SM lança 18º Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil

Matéria 07/03/2022

Estão abertas as inscrições para o XVIII Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil, uma iniciativa da Fundação SM que reconhece o legado de escritores e escritoras cujas obras são consideradas muito relevantes para a literatura infantojuvenil.

Saiba mais

Ver mais notícias