Voltar

Segundo encontro do SIEI acolhe angústias de professores

8 de julho de 2020 Ouvir o texto

O segundo encontro do SIEI, realizado em junho, teve como tema “A docência em tempos de pandemia” e abriu espaço para que professores e professoras da educação infantil, dos ensinos fundamental I e II e ensino médio compartilhassem de que maneira estão acolhendo os estudantes e as suas famílias desde que a escolas foram fechadas como medida para conter a disseminação da Covid-19.

Os educadores, de diferentes localidades do Brasil, participaram por meio de vídeos gravados e contaram como as escolas têm identificado as necessidades das famílias e estudantes, de que modo estabelecem contanto com eles, se estão promovendo atividades à distância e como selecionam e apresentam tais conteúdos para os alunos e alunas.

“Estamos passando por um desafio colossal e é muito importante reconhecer o esforço e a resiliência contagiante dos professores, gestores e demais profissionais da educação nesse momento”, afirmou Rodrigo Hübner Mendes, superintendente do Instituto Rodrigo Mendes, que foi um dos painelistas desse encontro do SIEI.

Além de Rodrigo, o evento contou também com a participação de Alexandre Schneider, professor assistente adjunto na Columbia Sipa e ex-secretário de Educação de São Paulo, e de Sônia Pelegrini, secretária de Educação de Presidente Prudente/SP. A mediação ficou a cargo de Pilar Lacerda, diretora da Fundação SM.

“Em três meses, os professores passaram por um período intenso de aprendizado e adaptação para que hoje estejam conseguindo por em prática tantas coisas como ouvimos nos depoimentos”, destacou Sônia. Para ela, o momento é de ruptura e exige que tudo seja revisto. “Precisamos repensar o nosso currículo, os instrumentos que conseguimos dispor para atender as crianças e precisamos fazer o acompanhamento e a busca ativa: a criança que não chegou até a escola, eu tenho que encontrar uma forma de trazê-la”, enfatizou a secretária.

Alexandre classificou a situação atual como “momento de redução de danos” e ressaltou a importância do acolhimento das crianças e adolescentes durante o isolamento, para criar uma conexão com a escola. “Estamos enfrentando uma situação que não é normal para ninguém. Os profissionais de educação estão trabalhando sob condições para as quais não foram formados, enquanto as crianças estão em lares que não foram estruturados para elas passarem o dia inteiro estudando. Nosso foco, agora, deve ser em nos mantermos o mais próximo possível do aluno, para que ele retorne à escola, quando for o momento”, ressaltou.

Para terminar, a professora e pesquisadora Patrícia Sadovsky comentou os depoimentos dos professores e compartilhou suas considerações a partir da experiência que tem vivido de Educação Integral na Argentina durante a pandemia. Para ela, a escola deve levar em consideração a situação individual de cada estudante, compreender o contexto das suas casas para conseguir criar e estreitar vínculos. Ela questiona se as escolas estarão preparadas para continuar lidando com a participação mais ativa das famílias gerada pela pandemia e, por fim, ressaltou que os professores devem avaliar se de alguma maneira a adoção de tecnologias imposta pela situação contribuiu para o seu aprendizado individual.

Patrícia é doutora em Didática da Matemática pela Universidade de Buenos Aires e professora da Universidad Pedagógica Nacional. Ela dirige uma equipe de pesquisa que estuda a constituição de equipes de trabalho colaborativo entre pesquisadores e docentes na área do ensino da matemática.

Post_6ºSiei_2306_20_DepoimentosTW_8B2

Os educadores que contribuíram com depoimentos para o SIEI foram Ayanda Ferreira, da EE Dom Veloso (Intibuara/GO), Consuelo Almeida, da CEMEI Pio Bittencourt (Salvador/ BA), Diego Navarro, da EMEF Padre José Pegoraro (São Paulo/SP), Érica Galdino, da EE Watson Clementino de Gusmão (Delmiro Gouvea/AL), Fabíola Nagano, da EEEF Alfredo Paulino (São Paulo/SP), Janaina Ramos, da EMEI Prof. Ernest Sarlet (Nova Hamburgo/RS), José Oliveira, da Escola MTI Adelino de Cunha Alcantra (São Gonçalo do Amarante/CE) e Sara Vergílio, da Rede estadual de São Paulo/SP.

“Ao dar espaço para os depoimentos desses professores, procuramos dar voz àqueles que estão lidando diariamente com todas as questões que surgiram com o fechamento das escolas. Com isso, queremos mostrar o trabalho desses profissionais, as dificuldades que estão enfrentando, assim como as facilidades que encontraram. Dessa forma podem inspirar todos aqueles que estão nos assistindo e vivendo situações parecidas em suas escolas”, pontuou Pilar.

O 6º SIEI é uma iniciativa da Fundação SM, que em 2020 foi dividido em três encontros virtuais, e conta com a parceria de Instituto Alana, Comunidade Educativa CEDAC, CENPEC, CIEDS, Centro de Referência em Educação Integral, Fundação Roberto Marinho/Futura, Instituto Rodrigo Mendes, Instituto Tomie Ohtake, SESC e SM Educação.

 

Para aqueles que não puderam acompanhar no dia ou que desejam rever, a gravação completa está disponível abaixo.

Prêmio Territórios lança publicação

Matéria 21/07/2020

A publicação discute o papel da educação integral e a sua relação com a cultura e os territórios no fortalecimento de uma sociedade democrática. O evento de lançamento será virtual e dividido numa série de três lives.

Saiba mais

Projeto promove apoio emocional para educadores

Matéria 21/07/2020

Projeto reúne psicólogos e psicoterapeutas para oferecer atendimento voluntário, gratuito e online para educadores da rede pública que queiram uma escuta profissional ou ajuda para lidar com as suas angústias e as angústias de seus estudantes.

Saiba mais

Último encontro do 6º SIEI debate caminhos possíveis para a volta às aulas

Matéria 21/07/2020

Antes da volta às aulas presenciais, é necessário elaborar protocolos a partir de um trabalho coletivo entre profissionais da saúde, toda comunidade escolar e gestores públicos.

Saiba mais

Confira os destaques da edição online do CILELIJ

Matéria 21/07/2020

O 6º CILELIJ que chegou às nossas casas de uma maneira inédita: totalmente online e gratuito, com uma programação especial dividida em três temas: “Narrativas e Leitores”, “Outras Narrações” e “Ilustração e Poesia”.

Saiba mais

Programa Myra promove bate-papos online

Matéria 18/06/2020

Conversas online reuniram diferentes especialistas, bem como as diretoras das escolas públicas parceiras do Programa também foram convidadas para participar de discussões em torno do universo da leitura.

Saiba mais

Ver mais notícias