Voltar

Yolanda Reyes vence 16ª Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil

28 de setembro de 2020 Ouvir o texto

A escritora colombiana Yolanda Reyes é reconhecida por sua trajetória e obtém o Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil em sua 16ª edição

O júri da 16ª edição do Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil escolheu por unanimidade a escritora colombiana Yolanda Reyes como ganhadora deste concurso que, além de reconhecer a trajetória de escritores para crianças e jovens da Comunidade Ibero-americana, outorga 30 mil dólares ao vencedor.

“Suas contribuições como escritora, ensaísta, jornalista, editora, promotora, livreira, conferencista, bibliotecária, ativista da primeira infância, pesquisadora e formadora de leitores, escritores e docentes, fazem de Yolanda Reyes uma grande representante do mundo da literatura infantojuvenil na Comunidade Ibero-americana”, destacou o júri que era formado por Carola Martínez, como representante do Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe (CERLALC); Cutzi Quezada, da IBBY México; Enrique Lepe representando a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI); Mónica Volonteri, representante da Fundação SM; e Rodrigo Morlesin, em nome do Escritório no México da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O júri do Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil ressaltou que “a versatilidade de sua obra registra diferentes vozes que vão desde a primeira infância até o mundo dos adultos, com uma grande qualidade literária e um estilo próprio que foi evoluindo ao longo de sua trajetória”, além de que “sua literatura é profundamente humana, pois é espelho-reflexo de sua realidade, já que transcende o contexto colombiano e dá voz aos não escutados”.

Ao todo, esta edição do prêmio recebeu 11 indicações de oito países da América Ibérica (Argentina, Honduras, Brasil, Colômbia, Cuba, México, Chile e Uruguai).

A autora foi indicada pela Fundalectura, seção colombiana do International Board on Books for Young People (IBBY), que tem o propósito de contribuir ao desenvolvimento social e cultural da Colômbia, por meio da geração de espaços, condições e linhas políticas em leitura e escrita, que impactem comunidades e populações diversas. Entre os motivos de indicação se encontram “pelo conjunto de sua obra literária, por sua contribuição à formulação de projetos e políticas públicas de formação de leitores desde a primeira infância e por seu contínuo trabalho de promoção da literatura infantil”.

Os ganhadores anteriores do Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil foram Juan Farias (Espanha, 2005); Gloria Cecilia Díaz (Colômbia, 2006); Montserrat do Amo e Gil (Espanha, 2007); Bartolomeu Campos de Queirós (Brasil, 2008); María Teresa Andruetto (Argentina, 2009); Laura Devetach (Argentina, 2010); Agustín Fernández Paz (Espanha, 2011); Ana Maria Machado (Brasil, 2012); Jordi Sierra i Fabra (Espanha, 2013); Ivar Da Coll (Colômbia, 2014); Antonio Malpica (México, 2015); María Cristina Ramos (Argentina, 2016); Marina Colasanti (Brasil, 2017); Graciela Montes (Argentina, 2018) e María Baranda (México, 2019).

O anúncio da vencedora foi feito virtualmente nesta segunda (28 de setembro de 2020), na página oficial do prêmio: pilij.fundacion-sm.org.mx. A premiação será realizada durante a Feira Internacional do Livro de Guadalajara (FIL), no México, e o formato da cerimônia será definido de acordo com os protocolos sanitários estabelecidos em virtude da pandemia de COVID-19.

Conheça a autora

Yolanda Reyes é escritora e educadora nascida em Bucaramanga, na Colômbia. Foi uma das fundadoras do Espantapájaros, projeto pioneiro no incentivo à leitura desde a primeira infância.

Desenvolveu um trabalho permanente de pesquisa em pedagogia da leitura desde a primeira infância, um tema sobre o qual publicou ensaios e deu conferências em seminários nacionais e internacionais. Assessorou diversas organizações nacionais e internacionais na elaboração de programas sobre políticas de infância, leitura e literatura.

É colunista do jornal El Tiempo e obteve Menção Especial no Prêmio Simón Bolívar de Jornalismo, 2009.

Sobre o Prêmio Ibero-americano SM de LIJ

Em 2005, a Fundação SM criou o Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantojuvenil, com o objetivo de destacar a trajetória criadora de escritores para crianças e jovens da América Ibérica. É convocado anualmente em colaboração com quatro instituições culturais internacionais que compõem a Associação do Prêmio: o Escritório da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura no México (UNESCO), o International Board of Books for Young People (IBBY), a Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OIE) e o Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe (CERLALC), com a colaboração da Feira Internacional do Livro de Guadalajara.

O Prêmio, que concede anualmente 30 mil dólares, procura reconhecer aqueles autores que tenham desempenhado com excelência uma carreira literária no âmbito do livro infantojuvenil na Comunidade Ibero-americana. Seu objetivo é promover a leitura para crianças e jovens de fala espanhola e portuguesa, como uma ferramenta para o desenvolvimento social de seus países.

O Prêmio começou em 2005, por ocasião do Ano Ibero-americano da Leitura, e se deu a conhecer no contexto da Feira Internacional do Livro de Buenos Aires. Foi incluído dentro do Plano Ibero-americano de Leitura (ILÍMITA), programa da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade Ibero-americana para promover a leitura na região; criado, por sua vez, por iniciativa do CERLALC e da OIE. Ano após ano, cada uma das instituições convocadoras se encarrega de nomear, como membro do júri, um especialista em literatura infantojuvenil, com capacidade para ler em espanhol e em português.

Todos os anos, o júri se reúne para deliberar na cidade de Guadalajara. Este ano, entretanto, em decorrência dos protocolos sanitários impostos em virtude da pandemia de COVID-19, foi realizada uma sessão extraordinária online. Uma vez decidido o nome do ganhador, é realizada uma coletiva de  imprensa para fazer o anúncio e o Prêmio é entregue durante a Feira Internacional do Livro de Guadalajara, instituição que apoia o Prêmio desde sua criação.

Fundação SM lança programa de Educação para Cidadania Global

Matéria 22/10/2020

Fundação SM trabalha com as escolas para construir uma educação mais global, mais solidária, mais humana e mais inclusiva

Saiba mais

Fundação SM apoia programa de formação em Educação Integral na Bahia

Matéria 21/10/2020

Mais de 700 profissionais de educação do estado da Bahia começaram a participar de um programa de Formação em Fundamentos e Práticas da Educação Integral.

Saiba mais

Fundação SM apoia projeto em prol da alfabetização

Matéria 07/10/2020

“Um sonho feito de linhas” é uma obra inspirada nas histórias de mulheres reais e faz parte de movimento pela alfabetização de todas as crianças até os 7 anos de idade.

Saiba mais

Apoio Emocional terá webinários na semana dos professores

Matéria 06/10/2020

As convidadas são professoras e psicólogas que ouviram professoras sobre os problemas vividos nestes últimos meses, dentro do projeto Apoio Emocional. Dias 13 e 15 de outubro, às 17h.

Saiba mais

Aprovação do Novo Fundeb é um marco para educação pública no Brasil

Matéria 04/09/2020

O Fundeb representa uma grande conquista para a educação pública no Brasil que visa diminuir as desigualdades educacionais, democratizar o acesso à educação e garantir ensino de qualidade em todo território nacional.

Saiba mais

Ver mais notícias